Indústria de Jogos

GIRLGAMER Challenge chega ao Brasil

por em

GIRLGAMER Challenge chega ao Brasil

A iniciativa contará com 100% da operação conduzida por mulheres. “O nosso propósito é estimular a participação das mulheres em todo ecossistema que envolve a indústria gamer, da operação ao competitivo”, destaca a head de Operações da BBL, Isabella Scorza.

 

A ação terá também a participação de embaixadores digitais para promover o projeto e gerar engajamento. Nessa edição, o evento contará com sete dias de torneio, e uma programação especial com trilhas sonoras de artistas femininas e interações com o público por meio do envio de fotos e mensagens. 

 

A BBL realiza pela segunda vez uma competição do GIRLGAMER. Após São Paulo ter sido a primeira região na América Latina a receber uma etapa do circuito mundial do GIRLGAMER Esports Festival, cujas etapas classificatórias percorreram países como Austrália, Coreia do Sul e Espanha, o GIRLGAMER Challenge, a nova competição da marca, será disputada de forma totalmente online e cada etapa regional terá sua própria final, permitindo às atletas se destacarem. 

 

Para participar do torneio exclusivo para mulheres, as equipes femininas interessadas devem formar um grupo de seis jogadoras e uma coach. Caso a equipe não tenha coach, poderá formar uma equipe com sete jogadoras. No entanto, o torneio irá permitir apenas duas substitutas, ou seja, não será possível a alteração de jogadoras durante as partidas. Apenas entre uma partida e outra. As inscrições serão feitas de forma online, pelo site www.girlgamer.gg no período de 25 de maio a 3 de junho. As vagas são limitadas e encerram ao completarem o número de inscrições disponíveis. As inscrições são gratuitas e abertas para todo território brasileiro e demais países da América Latina. Todos os detalhes da competição estão disponíveis na página da competição.

 

Após a inscrição, a fase classificatória terá início em 05 de junho, quando os grupos  disputam uma fase eliminatória para definir os times que seguem na competição. Na etapa seguinte de grupos, os oito melhores times se enfrentam. As equipes mais bem colocadas avançam para as fases de semifinal e final, realizadas nos dias 19 e 20 de junho, com transmissão ao vivo. O prêmio total do GIRLGAMER Challenge será de 10 mil dólares, sendo 5 mil dólares para os times vencedores de cada jogo.

 

O jogo Valorant, lançado pela Riot Games em 2020, já é considerado um fenômeno do mundo gamer, pois antes mesmo de seu lançamento alcançou cerca de 1,6 milhão de espectadores na plataforma Twitch após o início do beta. Já o LoL se mantém o jogo online mais popular do Brasil, com 100 milhões de jogadores ativos no mundo e mais de 10 milhões no Brasil.

 

Mais da metade (51,5%) dos gamers no Brasil são mulheres, aponta a Pesquisa Game Brasil, um estudo nacional realizado pelos grupos Sioux Group, Go Gamers, Blend e ESPM na intenção de identificar as tendências e os comportamentos de todo o público que consome jogos eletrônicos no País. 

 

A análise indica que 62,2% delas estão no mobile; 38,1% em jogos de console; e 40,4% preferem computadores ou notebooks. Dados demográficos indicam que os homens são maioria nos jogos hardcore, enquanto elas representam 55,8% do público na categoria casual. O investimento em campeonatos voltados ao público feminino é uma oportunidade de impulsionar times profissionais, investir na formação de atletas, além de promover a inclusão de mulheres em diversas áreas chave nos eSports.

O Brasil está entre os três maiores públicos de esportes eletrônicos no mundo. O mercado mundial de jogos movimentou 11 bilhões de dólares apenas em novembro de 2020, de acordo com a consultoria Super Data, braço de inteligência da Nielsen & Company. 

 

Sobre o GIRLGAMER Challenge:

Após o sucesso do premiado GIRLGAMER Esports Festival, o GIRLGAMER Challenge é uma nova competição online focada em celebrar a competitividade das mulheres nos videogames, servindo como uma plataforma para promover o empoderamento das mulheres.

 

Sobre a BBL: 

A BBL é um grupo de entretenimento especializado em games e eSports. Com o objetivo de fortalecer o cenário brasileiro, o grupo atua em todo o ecossistema do universo gamer. Com amplo conhecimento do setor, a BBL desenvolve projetos e soluções de marketing para o segmento publicitário, bem como a criação de produtos e eventos proprietários. No mercado B2B, a BBL oferece expertise na aproximação de marcas tradicionais com o público gamer, criando conexões genuínas por meio de ações estruturadas pelo seu próprio departamento de Business Intelligence.  Mais informações no site www.bbl.gg

 

Estúdios Relacionados

Nenhum estúdio relacionado

Jogos Relacionados

Nenhum jogo relacionado

Pessoas Relacionadas

Nenhuma pessoa relacionada

Celso Tito Godoy

Celso Tito Godoy cursou Ciência da Computação na Universidade Veiga de Almeida e atualmente Análise e Desenvolvimento de sistemas. É dono do Game indie Brasil no Steam e entusiasta dos jogos nacionais.